Página inicial > Comissão Própria de Avaliação – CPA

AVALIAR PARA EVOLUIR

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) é um órgão de natureza consultiva, de coordenação, condução e articulação do processo interno de avaliação institucional, de orientação, de sistematização e de prestação de informações à Mantenedora e ao Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES. Composta por representantes de todos os segmentos da comunidade acadêmica (docente, discente e técnico-administrativo) e de três representantes da sociedade civil organizada, a Comissão possui diversas frentes de atuação que buscam produzir informações relevantes para o direcionamento da gestão da instituição, como é o caso da Avaliação Institucional. Pautada pela transparência, a CPA atua com ampla divulgação, seja da sua composição, seja das suas atividades.


COMPETÊNCIAS

À CPA, observada a legislação pertinente, compete:

I.  Conduzir os processos de avaliação institucional interna;

II. Desenvolver sistemática de acompanhamento, controle e avaliação voltados para a produtividade e para a qualidade dos resultados institucionais;

III. Sistematizar e prestar informações relativas à avaliação interna no âmbito do Sistema Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Superior (SINAES);

IV. Elaborar e analisar relatórios e pareceres e encaminhar às instâncias competentes;

V.  Acompanhar a execução do Plano de Metas e Ações constante no PDI;

VI. Desenvolver estudos e análises visando o fornecimento de subsídios para a definição, aperfeiçoamento e modificação da política de avaliação institucional;

VII. Propor projetos, programas e ações que proporcionem a melhoria do processo avaliativo institucional.

 


ATIVIDADES

As atividades da CPA envolvem, de forma simplificada, três ações distintas e que se complementam:

 

Planejamento e definição dos elementos de avaliação

Autoavaliação com a Participação do corpo social da FMP

Análise e Divulgação dos Resultados

 


AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

 

A finalidade central da Avaliação Institucional da FMP é promover a realização autônoma do projeto institucional, de modo a garantir a qualidade acadêmica no ensino, na pesquisa, na extensão, na gestão e no cumprimento de sua pertinência e responsabilidade social.

A atividade de autoavaliação consta do calendário acadêmico da FMP desde o ano de 2007, segundo semestre da oferta do curso de Direito, atendendo as exigências legais desde o seu início de funcionamento. Após análise, os resultados são amplamente divulgados através do site da instituição e para a comunidade acadêmica através de banner e portal do aluno.

Na análise, a CPA emite relatórios circunstanciados indicando as necessidades de melhorias frente aos resultados obtidos. Essas informações são utilizadas para gerar ações acadêmico-administrativas.

 

Confira abaixo os relatórios Parciais de Autoavaliação:

2015

2016

2017

2018

2019

2020

2021

 


COMPOSIÇÃO ATUAL

 

São diretrizes da CPA:

  • ter em sua composição a participação três membros, indicados pela Direção Geral da Faculdade, de todos os segmentos da comunidade acadêmica (docente, discente e técnico-administrativo) e de três representantes da sociedade civil organizada, ficando vedada à existência de maioria absoluta por parte de qualquer um dos segmentos representados;
  • realizar ampla divulgação de sua composição e de todas as suas atividades;
  • Apoio institucional amplo para todas as suas ações.

 

Representantes do Corpo Docente:

Mauro Luis Silva de Souza

Renata Maria Dotta

Rodrigo da Silva Brandalise

 

Representantes do Corpo Técnico Administrativo:

Camila da Silva Lopes

O’hara de Oliveira Reis

Leopoldo Ayres de Vasconcelos Neto

 

Representante do Corpo Discente:

Gabriela Medeiros Araújo

Fernando Zanuzo

Valéria Dias Feijó

 

Representantes da Sociedade Civil:

Bruno Nunes Siufi

Lucas Moreschi Paulo

Caroline Beatriz Fauri

 

 

link whatsapp