Organizadores

Prof. Dr. Rogério Gesta Leal
Profa. Dra. Raquel Sparemberger

As relações sociais e institucionais contemporâneas estão marcadas por níveis de tensionalidades os mais diversos, envolvendo problemas de ordem econômica, política, ideológica, dentre outros, gerando multiplicidades de conflitos de difícil equação, a ponto de Ralf Dahrendorf sustentar que esta sociedade tem como marca a exclusão, o conflito social, e tal não se dá fundamentalmente entre classes, mas em face da desigualdade, da crescente pobreza e da perda de liberdade. Sob a perspectiva sociológica há quem diga, como Durkheim, que esses conflitos e tensões sociais evidenciam algo de próprio das relações intersubjetivas e institucionais em ambientes de alta competitividade e disputas, decorrendo daí muitos comportamentos tipificados penalmente. Por certo que essa tese não pode ser admitida facilmente, até porque estar-se-ia aceitando o argumento de que a criminalidade e o conflito são da natureza daquelas relações, quando, na verdade, a sociologia mais contemporânea já demonstrou que há elementos culturais, econômicos e políticos que interagem nesses horizontes, evidenciando variáveis mais contingentes do que necessárias às suas ocorrências. […]


2015 Mestrado Seminário Nacional

Conteúdos relacionados

Bens Jurídicos Indisponíveis e Direitos Transindividuais: percursos em encruzilhadas

AUTOR: Lenio Luiz Streck O século XX foi extremamente generoso para com o direito e […]

Audiência de Custódia: da boa intenção à boa técnica

Atenta à grande discussão que vem ocorrendo no meio acadêmico, a Fundação Escola Superior do […]

link whatsapp